Eu, ex-sedentária

Quando adolescente, fui convocada para participar do time de vôlei da escola. O professor me obrigou mesmo. Segundo ele, era um “desperdício” eu com todo aquele tamanho não fazer nenhuma atividade física. Depois ele viu que era perda de tempo me cooptar para o time dele. Que bom. Eu morria de tédio. Não via graça nenhuma no que as minhas colegas achavam o máximo. Leia mais