Livre-arbítrio é melhor que destino

É como um gás paralisante. A pessoa não consegue avançar porque aguarda uma solução do céu: o que tiver que ser, será. “Deus no Comando!”, diz alguém que crê que o resultado de sua atitude será aquele que o Universo determinar. É a mesma lógica de quem reza para passar numa prova sem estudar. Como se Deus fosse uma super babá e nós não tivéssemos o livre-arbítrio.

A vida nos pertence e temos a liberdade de agirmos de acordo com nossa vontade. São os caminhos que tomamos, as escolhas que fazemos, as atitudes que temos, as histórias que criamos para nós que nos colocam diante dos mais diversos desfechos.

Vai dizer que foi Deus ou o destino que provocou uma bagunça na sua vida após uma escolha impensada – apesar dos vários alertas recebidos por meio de amigos ou familiares? Difícil retirar do forno um bolo de laranja após ter colocado para assar uma forma de biscoitos.

O destino é uma espécie de bicho-papão criado para explicar algo que não se conseguiu vencer. É a desculpa para erros, fracassos, desilusões.  Mas pode ser o encorajador da mudança. Pense que o que depende apenas de você não é impossível. O destino é seu e ninguém mexe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *