Breve história da Atena

Ao abrir as cortinas do quarto na manhã de sexta-feira (17) vi na calçada do vizinho um cachorro desconhecido. Corri para saber quem era e logo percebi que ele estava com uma patinha machucada. Fui conversar com ele, que fugiu mancando. Após muita insistência voltou desconfiado e então soube que era ela.  Dei ração, água, atenção e recebi muitos sorrisos.

O dia seguiu cheio de afazeres e Charlote não saia de meus pensamentos. No início da tarde consegui sair para procurá-la e a encontrei sendo alimentada por um casal de jovens, que recém-mudou para a outra rua.  Ficou combinado que no sábado cedo eu iria levá-la ao veterinário e que o nome dela seria Atena e não Charlote. Aceitei a “sugestão” do João Pedro, padrinho da resgatada.

A noite foi insone. O medo da experiência que tive com o Petit Gateau se repetir parecia um fantasma me perseguindo pelas portas do sono. No sábado, o sol chegou aquecendo meus planos.

Quando a conheci na sexta-feira. Patinha machucada foi a isca do amor

Foi no consultório veterinário que percebi o quanto Atena estava suja, com o corpo machucado e infestado de pulgas e carrapatos, as orelhas e os olhos aparentemente lesionados pelo sol ou por parasitas (ou as duas coisas). Primeira suspeita foi de anemia e doença do carrapato.

Não tinha pretensão alguma de adotar mais um animal. Argus e Azula são nossos queridos mascotes e ocupam um bom espaço da casa e de nossas vidas. Mas como ignorar a Atena tão indefesa, machucada, assustada e com dores? Não pude.

Atena vai continuar tomando uns comprimidos por duas boas semanas. Logo que estiver recuperada da anemia e da infecção, será vacinada e castrada.

Desconheço a vida pregressa dela. Pode ter sido abandonada ou mesmo ter fugido de casa, como saber? O que importa é que ela está bem. Se tem alguém procurando por ela que a encontre logo, antes que o laço fique mais apertado e eu tenha que desatá-lo em lágrimas.

Na terça-feira, segundo dia no novo lar, a aparência está saudável

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *