Cheirinho de vida

Segurança, conforto, alegria, vida pulsando. Acordar pela manhã e sentir o cheiro do café é a certeza de que o Zé Carlos está bem e eu estou viva.

Essa é a minha prova matinal de que ganhei mais um dia para viver ao lado de quem amo. Eu disse isso e ele se surpreendeu. Não imaginava que o cafezinho preparado para a família tinha assim tanto significado, além da benção de termos o alimento à mesa.

Pois tem. Todos os dias ele é gentil e amoroso ao preparar o café, comprar o pão e organizar a mesa. Pães no cesto, queijo, manteiga, fruta, um especial do dia, que pode ser um bolo, uma broa, um pãozinho doce. Quando não tem nada, se desculpa: “Hoje não tinha nada bonito para trazer para você”.

Quero aprender a guardar esse momento num cantinho dentro de mim para usar na hora que a paciência me escapar por alguma bobagem doméstica. Talvez pensar no aroma do café possa ser uma boa terapia para lembrar que pela manhã eu estava feliz e nada poderia me aborrecer. Será minha aromaterapia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *